Tipos de teste recomendados para aplicativos móveis

tipos-testes-aplicacoes-moveisMuitos testadores têm dúvidas em relação aos tipos de teste que devem ser executados em aplicações móveis. 

A cada dia, o número de dispositivos móveis aumenta e o ambiente mobile é relativamente novo se comparado ao desktop. Os testes em aplicativos móveis se diferenciam dos testes em aplicativos desktop, pois a imensa variedade de dispositivos móveis não permite uma padronização do ambiente. Leve em consideração, por exemplo, que existem inúmeros tamanhos de tela e diferentes sistemas operacionais.

Podemos citar 6 tipos de teste que são geralmente executados em aplicações móveis para garantir a qualidade das mesmas:

  • Compatibilidade

O objetivo aqui é garantir que o aplicativo interaja e se comunique com o sistema operacional, hardware e todos os tipos de rede de maneira satisfatória. Caso a compatibilidade não seja verificada e atestada com cuidado, o aplicativo pode sofrer de lentidão, perda de dados ou travamento.
Um problema muito comum no quesito compatibilidade diz respeito à conexão com os diferentes tipos de rede. Por se tratar de dispositivos móveis, há diferentes tipos de conexões sendo executadas a todo momento.

  • Desempenho

Os testes dessa categoria devem focar na eliminação dos gargalos que provocam lentidão ou travamento do aplicativo. Nesse tipo de teste, deve-se criar situações de estresse, altas cargas e grande número de solicitações para cada função da aplicação. O código deve ser o mais leve possível quando se trata de dispositivos móveis.

  • Mobilidade

Aqui se testa a capacidade de comunicação do seu aplicativo com outros aplicativos. É muito comum haver compartilhamento de informações entre diferentes aplicativos e o seu deve estar bem estruturado para uma comunicação eficaz.

  • Sincronismo

Esse tipo de teste é relativamente novo e se tornou necessário a partir do momento em que começamos a utilizar a tecnologia de armazenamento de dados na nuvem. Precisamos atualizar os dados em um dispositivo e acessá-los futuramente de outro dispositivo e os dados devem estar íntegros e atualizados. Aqui deve-se verificar se não há perdas excessivas de pacotes e reenvios. Ou seja, verificar mesmo se a aplicação consegue fazer a sincronia dos dados na rede.

  • Usabilidade

Parecido com o teste de usabilidade comum aos aplicativos desktop. O foco deve ser a experiência do usuário, a facilidade e possibilidade de realizar as ações pretendidas.

  • Funcional

Tão importante que, muitas vezes, foca-se apenas nesse tipo de teste. Aqui, verifica-se se o aplicativo realmente executa as tarefas que deveria, conforme o que foi planejado. São feitos testes com intuito de se certificar de que todos os requisitos foram implementados e funcionam da maneira que deveriam.

Obviamente, há certos tipos de aplicações móveis que necessitam de testes específicos, de acordo com o tipo das funcionalidades que apresentam. Mas, de maneira geral, esses são os tipos de testes básicos que se deve fazer para garantir uma boa qualidade.

Há que se lembrar que não se distingue esses tipos de teste por marca de dispositivo ou sistema operacional. Eles servem de base para testar aplicativos android,  aplicativos Apple, aplicativos em java, windows mobile, etc.

About Pedro Costa