Teste de usabilidade

testes-usabilidadeVamos supor que o seu software funcione perfeitamente. Cada botão cumprindo devidamente sua respectiva função, cada campo fazendo a validação correta e todas as funcionalidades sendo executadas de maneira satisfatória. Pronto! O software está perfeito! Pronto para ser distribuído, correto? ERRADO!

Mesmo com o sistema  funcionando de acordo com o planejado, falta saber se seu produto conseguirá ser utilizado pelos usuários. Por definição, os testes de usabilidade tem o objetivo de verificar a facilidade e a viabilidade de manipulação do sistema pelo usuário.

Essa categoria de testes, é das mais importantes. Em um sistema web, por exemplo, os usuários podem ter dificuldades de encontrar informações ou mesmo de interagir com ele.

Alguns problemas comuns que são identificados pela execução dos testes de usabilidade:

  • Sistema lento

Demora para carregar uma página ou dados. Isso irrita e faz o usuário desistir de usá-lo.

  • Baixa legibilidade

Pouco contraste entre o fundo da tela e as letras e/ou imagens, prejudicam a legibilidade da informação. Bem como fontes muito pequenas ou muito distorcidas.

  • Página inicial com poucas informações a respeito do seu produto ou serviço

Usuários abandonam sites por não conseguirem entender em pouco tempo o que é o site ou para que ele serve.

  • Disposição pouco intuitiva de botões

Seria pouco intuitivo para nós, ocidentais, o “Avançar” estar no canto esquerdo da tela. Se os botões e informações não estiverem distribuídos de maneira que obedeça o senso comum, o usuário terá dificuldades de manipular seu sistema e desistirá.

  • Menu confuso

Menu com termos diferentes do convencional e espalhados pela tela, dificultam o acesso pelo usuário e atrapalham bastante a navegabilidade.

Enfim, há vários problemas de usabilidade que causam impacto direto no seu produto. A presença desses problemas faz com que os usuários desistam e abandonem o uso de sua ferramenta.

Há alguns tipos ferramentas no mercado que ajudam a melhorar a usabilidade em sites. Podemos citar:

  • Heatmap ( Ferramentas que mostram as áreas mais clicadas em seu site. Mostram pontos diferenciados por cores onde houve mais ou menos cliques). Ajudam a saber se há muita gente clicando em áreas não clicáveis, imaginando que sejam botões. Talvez seja interessante colocar um botão nessas áreas.
  • Scrollmap ( Mostra áreas também segmentadas por cores, que apontam quais regiões do site foram mais acessadas pelo scroll. Por exemplo, dá para saber se os usuários estão dando scroll na sua página até  o fim dela, ou ficam presos apenas nas informações da parte de cima, como o topo).
  • Eye Tracking ( Mostra áreas da tela onde o usuário olha. Há também diferenciação por cores. Um método mais difícil, pois exige um hardware específico para monitorar a posição dos olhos do usuário. Normalmente é feito em laboratório preparado).

Entre outras.

É importante entender a necessidade de um sistema com boa usabilidade. Afinal, para que serve um sistema que os usuários não conseguem manipular?

Gostou? Compartilhe.

About Pedro Costa