4 tendências para testes de software no Brasil em 2015

Ao contrário do que muitos podem pensar, não é preciso ser nenhum especialista no assunto para perceber que os investimentos em tecnologia da informação estão crescendo não somente no meio empresarial, mas também entre os próprios consumidores individuais. Dispositivos como smartphones, tablets e notebooks já são indissociáveis da rotina da maioria das pessoas e, nesse cenário, é natural que a preocupação com a qualidade e a segurança dos sistemas aumente, certo?

Porém, para alcançar esses atributos em suas soluções, os desenvolvedores precisam conduzir muito bem seus testes de softwares, formando um mercado que vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil. Recentemente, a renomada empresa de consultoria francesa Capgemini divulgou um relatório com as principais tendências para o segmento em 2015. Quer conhecer algumas delas? Então confira agora mesmo nosso post e fique por dentro das novidades:

Investimento em qualidade

Para a Capgemini, uma das principais tendências para esse campo no Brasil em 2015 é o crescimento do investimento na qualidade dos testes de software. Isso acontece porque, em função do aumento da competitividade entre as empresas, os empreendedores nacionais passaram a acreditar que a garantia da qualidade de seus softwares é uma iniciativa altamente estratégica para o negócio.

Em 2014, 33% do orçamento de TI das empresas brasileiras foi direcionado para seus setores de qualidade e testes, contra 20% no ano anterior e 26% no resto do mundo. Além disso, a firma de consultoria francesa também estima que os recursos voltados para esse fim alcancem por volta de 36% até o ano de 2017.

Foco em pessoas

Outra tendência de destaque na área esse ano é a vontade das empresas investirem grande parte dos investimentos em pessoal, em recursos humanos.

Segundo o relatório, isso acontece porque os empreendedores estão em busca dos profissionais certos, ou seja, aquelas pessoas capazes de aproveitar sua infraestrutura de hardware e suas ferramentas para, por meio de seus conhecimentos, suas habilidades, métodos e abordagens, aplicarem seus esforços aos testes de software.

Mobilidade como prioridade

A mobilidade também é uma tendência bem robusta quando o assunto se fala em testes de software no Brasil em 2015.

De acordo com o estudo, essa é uma das áreas da qualidade de testes que mais vem crescendo nos últimos anos, especialmente em função do grande número de usuários que possui dispositivos móveis e os utilizam para acessar serviços que exigem altos níveis de desempenho e segurança. Para entender esse movimento, basta pensar que 80% dos executivos de TI já afirmaram que suas empresas vêm realizando testes de software para o ambiente mobile.

Outsourcing como alternativa

O relatório da Capgemini também revelou uma tendência importante para o setor de testes de software nos negócios brasileiros: o aumento do outsourcing.

Segundo o estudo, foi observado um significativo crescimento no número de empresas que confia seus testes — seja parcial ou totalmente — a parceiros especializados, buscando não somente atender a uma necessidade imediata, mas também estabelecer métodos, processos e controles para otimizar as tarefas a longo prazo.

Nesse cenário, o crowdtesting vem ganhando uma importância crescente. Nessa solução, o empreendedor confia os testes de seus sistemas e aplicações a uma comunidade de usuários web, organizada por uma empresa parceira. Esses internautas irão testar diferentes aspectos do software, sendo remunerados sempre que encontrarem falhas, o que resulta em uma solução ágil e de muito baixo custo se comparada às demais.

Contudo, ainda que os testes de software demonstrem por A + B que estão decolando, ainda é claro que muitos empreendedores precisam compreender melhor quais são os métodos e as abordagens mais adequados para cada tipo de programa. Isso reforça a importância da busca de um parceiro especializado, que irá garantir a qualidade e a segurança dos sistemas no menor espaço de tempo e com a maior eficácia possível.

Agora comente aqui e nos conte se ainda ficou alguma dúvida! Já estava por dentro dessas tendências para o setor de testes de software no Brasil em 2015 ou foi tudo novidade para você? Compartilhe suas experiências e impressões conosco! Participe!

About Pedro Costa