5 maneiras definitivas de melhorar o desempenho das aplicações

Photoxpress_22252059-resized-600Indisponibilidade e perda de performance de aplicações podem gerar impacto direto em suas receitas e efeito negativo sobre sua credibilidade junto ao mercado. Isso vale para qualquer empresa que possui negócios online, pois perda de desempenho é um problema que atinge aplicações de diversos setores - comércio eletrônico, jogos, aplicativos mobile, Cloud Computing, soluções de ERP ou CRM, etc.

A identificação de possíveis erros ainda na fase de desenvolvimento deve ser prioridade tanto pelas equipes de desenvolvimento quanto de testes, em qualquer projeto de software, a fim de melhorar o desempenho das aplicações. Mas como? A seguir, listamos cinco maneiras definitivas que vão garantir melhor performance das suas soluções digitais:

1. Revise os requisitos não funcionais

Entre os requisitos não funcionais existentes vamos destacar nesse artigo o desempenho, devido ao grande desafio que as equipes de desenvolvimento e testes de software têm em garantir a alta disponibilidade e confiabilidade de seus produtos em produção.

Dois bons exemplos que retratam os impactos ligados à perda de performance de aplicações corporativas são os sites das empresas aéreas quando lançam promoções de passagens e a Black Friday, famoso dia onde diversas lojas oferecem grandes descontos a seus consumidores.

Em ambos os casos são registrados problemas como lentidão e até mesmo queda completa dos serviços, gerando perdas financeiras e a insatisfação de seus clientes.

A revisão ou a inclusão do requisito de desempenho, além de prioritária, necessita de um trabalho em conjunto envolvendo os times de negócios, desenvolvimento, operações e testes, e busca verificar sua eficácia, a implementação e a infraestrutura necessária para implantar o requisito.

2. Defina os indicadores de desempenho de software

Essa segunda dica na verdade faz parte da atividade de revisão do requisito de performance citado acima, porém vale destacar a importância de rever os limites que a aplicação deve suportar. Nesse momento, verifique os tempos de resposta, carregamento, quantidade máxima de transações, usuários por segundo, etc.

A título de exemplo, transações relacionadas a cartão de crédito possuem limites de poucos segundos durante a troca de mensagens, antes da efetivação da transação.

3. Repense a infraestrutura da solução

Além do software, a infraestrutura por trás da operação também é relevante. Servidores de aplicação, banco de dados e a rede precisam aguentar o grande volume de acessos e transações. Uma aplicação robusta não é garantia de alta disponibilidade.

O time de infraestrutura será essencial nesse processo, criando estratégias como o balanceamento de carga, recuperação de dados e procedimentos de backup e alta disponibilidade.

4. Trate as exceções quando elas ocorrerem

Você vai conseguir minimizar os problemas de desempenho, mas nunca evita-los completamente. Por isso, tratar as exceções será importante. Isso mostra ao usuário, de uma forma amigável, o controle da situação, e ele não perderá a confiança nem na solução nem na empresa.

5. Realize testes de desempenho

Para consolidar tudo o que vimos e garantir o desempenho das aplicações, será necessário realizar testes de software relacionados ao desempenho. O time de testes deve estar preparado para trabalhar com uma complexidade de cenários que integram requisitos, hardware e software, e as operações de infraestrutura.

A composição da equipe de testes para atender a essa complexa demanda deverá ser multidisciplinar, com perfil avançado sobre testes de software, conhecimento analítico, ferramentas de automação e desempenho, além de competências ligadas à infraestrutura de banco de dados, servidores e rede.

Outro requisito obrigatório será a criação de um ambiente de testes que consiga reproduzir o mesmo ambiente de produção, e também a infraestrutura necessária para realização dos testes de performance, gerando a quantidade de acessos e transações para alcançar os limites máximos definidos nos requisitos de desempenho.

As consultorias especializadas em testes de software apresentam vantagens para a realização dos processo de testes, pois são independentes e oferecem mão de obra especializada, já contemplando todo o ferramental necessário para a realização das análises. 

Contratadas sob-demanda, elas trazem uma economia financeira para as empresas que contratam, uma vez que essas não precisam manter uma equipe constante para a realização de tarefas sazonais. Também  se aplicam a esse cenário a infraestrutura necessária para os testes de performance.

Para saber mais sobre a importância e os benefícios dos testes de desempenho em suas soluções digitais conheça o Blog da Base2.

About Contentools