Teste automático e teste manual, qual utilizar e quando?

Nesses últimos anos o ciclo de desenvolvimento de software passou por uma evolução que compreende desde a fase de construção até a entrega dos produtos ao mercado. As metodologias ágeis tiveram uma grande participação nessa mudança, quebrando vários paradigmas e mudando o perfil dos profissionais de tecnologia.

Sob a garantia de qualidade, o processo de testes de software incorporou a automação de testes como principal aliada a uma metodologia de trabalho com entregas em períodos mais curtos (sprints), e uma participação mais efetiva, mais próxima do time de testes junto à equipe de desenvolvimento.

A execução do teste manual continua sendo importante e utilizada principalmente quando não ocorre a viabilidade da automação, por isso durante a fase de planejamento é preciso verificar qual ou quais as metodologias serão aplicadas, uma vez que é possível mesclar o uso da automação durante o teste de software junto com a execução manual.

[ File # csp6128409, License # 1505767 ] Licensed through http://www.canstockphoto.com in accordance with the End User License Agreement (http://www.canstockphoto.com/legal.php) (c) Can Stock Photo Inc. / AnatolyM

Os benefícios dos testes manuais e automatizados

Os testes automáticos surgiram com o objetivo de aperfeiçoar o processo de execução. Eles permitiram, por exemplo, a repetição de uma grande massa de testes em um tempo menor e com o número reduzido de testadores.

Mas é bom destacar que não são técnicas excludentes, como foi dito anteriormente. É preciso verificar a viabilidade, tanto econômica quanto a arquitetura utilizada pela solução que está sendo desenvolvida. Vamos analisar os benefícios de cada uma.

Execução dos testes de software de forma manual

O principal benefício do uso de testes manuais é a observação humana. Com ela é possível utilizar características como:

  • Conhecimento prático do testador

  • Experiência

  • Habilidades analíticas e lógicas

  • Uso da criatividade e intuição

Outro fator importante ao se considerar os testes manuais é a percepção quanto à facilidade de uso do aplicativo. Isso significa verificar na visão de um usuário final o quanto o software é eficiente e atende as necessidades reais.

Transformar essa compreensão e uma visão mais crítica do aplicativo em testes automáticos torna-se inviável. Ocorre uma complexidade difícil de ser transformada em código e com uso de ferramentas de automação.

Execução através da automação dos testes

Uma das principais razões para a automação dos testes sem dúvida é redução de custos, entretanto é bom destacar que existe uma lista de ganhos quando se utiliza essa técnica de teste.

  • Confiabilidade

Com o uso de ferramentas e scripts é possível um processo repetitivo de testes sem que ocorra a fadiga humana, comum em testes manuais. Dessa forma temos resultados mais confiáveis.

  • Redução de tempo

Com a automação dos testes é possível realizar a execução de uma grande quantidade de testes em um tempo menor, comparando-se à velocidade normalmente alcançada nos testes manuais.

  • Redução de custos

Apesar da necessidade de investimentos quanto ao licenciamento de software e infraestrutura, a médio e longo prazo todo o capital utilizado consegue ser diluído na execução do projeto. As despesas relativas à construção e manutenção do software chegam a ser menores devido à necessidade de um time reduzido de testadores.

Podemos verificar que as técnicas são complementares. Dentro da estratégia de testes sempre existirá espaço para mesclar a execução dos testes manuais e automatizados. Claro que a automação sempre nos levará a resultados melhores e custos atrativos.

O que se deve considerar na escolha da estratégia

Durante a fase de planejamento dos testes precisamos ter em mente alguns pontos importantes que nos ajudam na escolha da estratégia a ser utilizada.

  • Cronograma do projeto

  • O público-alvo

  • Os custos do projeto

  • A complexidade da aplicação

Além desses pontos é preciso verificar a criticidade do software frente ao negócio e avaliar também todas as variáveis para, desta forma, fazer a escolha da estratégia correta de testes.

Em que momento utilizar cada estratégia?

Após verificar os benefícios de cada um é preciso decidir a estratégia mais adequada a ser utilizada no processo de testes.

Os testes manuais são mais utilizados nos seguintes cenários:

  • Testes exploratórios

  • Testes de usabilidade

  • Testes Ad-hoc

Para esses testes, experiências e habilidades humanas como criatividade e a intuição do testador são mais utilizadas, e trazem resultados mais interessantes.

Os testes automáticos são a opção para os seguintes cenários:

  • Testes de regressão

  • Testes de carga e desempenho

A necessidade de repetição e a simulação de grandes volumes de transações fazem com que a automação seja a melhor abordagem a ser utilizada na estratégia de testes.

Com todos esses fatores em mente, é possível encontrar a melhor abordagem a ser utilizada no projeto e obter a qualidade esperada dos produtos, bem dentro do orçamento e cronograma previstos.

Qual método você usa para testes de software em seu projeto? Compartilhe conosco nos comentários. Mantenha-se atualizado sobre tudo que acontece em testes de software através nosso blog e das redes sociais da Base2.

About Contentools